Estação Paraíso.

its alaways darkest before the dawn

Perguntam-me como sei, como soube e muitos flashes aparecem na memória. Cheiros, toques, sorrisos, risadas, abraços… e eu sei, apenas sei, eu sinto. É difícil explicar que várias paixões aconteceram, mas o que sinto hoje é amor, é real e é diferente. Talvez, se eu conseguisse descrever o que senti naquele dia no metrô, mas não consigo.

Sempre lindo, intenso, amoroso.

Fazia-me feliz o ver passar, sorrir, rir… resmungar. Fazia-me feliz com “bom dia”, com “tem café novo”, “manda mensagem quando chegar”.

Simples assim. E é por isso que nunca ninguém saberá explicar, apenas sentir. Pode ser ao fechar os olhos em um beijo, ao segurar a mão ou em uma simples mensagem. Um dia acontece e você sente.

Eu sempre terei o metrô para me lembrar das dancinhas na esteira da Consolação ao voltar pra casa e lágrimas desesperadas da Estação Paraíso. Eu sempre o terei no meu coração.

Porque é amor, pra sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s