A virada.

Eu admiro a exaltação das pessoas com transformações repentinas. É ansiedade no natal pelos presentes e a antecipação de um ano novo, é em aniversários por marcar exatamente um ano a mais… são coisas que eu não consigo entender completamente. Eu particulamente, não gosto dessas celebrações.

Tudo começou com os meus aniversários. Sempre me estimularam a acreditar em um dia mágico só meu e especial. E de tanto esperar pela magia do dia, a cada ano a data ficava mais horrível. Já Natal e Ano Novo eu simplesmente não sei. Acho uma boa oportunidade pra reunir a família, mas ao mesmo tempo, bastante incomoda. Eu gosto bastante dos filmes natalinos nas madrugadas e dos restos da ceia. (gordinha feelings)

A verdade é que qualquer comemoração de mudança só me faz feliz no momento em que eu lembro das comidas: aniversário: bolo de mouse de chocolate e pote de chicabon, natal: farofa com maionese, ano novo: moti. De resto eu passo porque pra mim o dia-a-dia é bem mais interessante.

 

Mas para os que se importam – FELIZ 2011.